Skip to main content

Educação Remota: Confira 8 Atividades Pedagógicas não Presenciais

Em meio à pandemia causada pelo Novo Coronavírus, a suspensão das aulas presenciais foi uma maneira de diminuir os riscos de propagação da Covid-19, forçando o distanciamento social.

Por esse motivo, o Conselho Nacional de Educação (CNE) autorizou a oferta de atividades pedagógicas não presenciais a alunos desde o ensino infantil até superior. Contudo, somente a partir do ensino fundamental estas atividades podem contar como carga horária obrigatória.

Tais atividades podem ser ofertadas por meios digitais ou não, sendo ministradas em vídeo aulas, conteúdos organizados em plataformas virtuais, ou por redes sociais e aplicativos de comunicação.

Além disso, podem ser oferecidas por programas de rádio, televisão, doação de materiais didáticos impresso, orientação de leituras, projetos, pesquisas, e exercícios indicados. Para esclarecer um pouco mais este assunto, você poderá conferir no artigo de hoje, 8 atividades pedagógicas não presenciais que podem ser aplicadas no período de pandemia. Acompanhe!

Ensino remoto

De acordo com o CNE, o momento em que vivemos e a inviabilidade contextual da educação no país não torna favorável o conceito EAD (educação à distância), mas sim as atividades pedagógicas não presenciais, ou seja, o ensino remoto.

Ainda segundo o Conselho, o conceito EAD está intimamente ligado ao uso de tecnologia da informação e comunicação, além do conjunto de exigências específicas para credenciar e autorizar instituições para que possam ofertar essa alternativa. 

A fim de garantir o atendimento escolar essencial, foi proposto de forma excepcional a adoção das atividades pedagógicas não presenciais para os estudantes, sendo elas mediadas ou não por tecnologia da informação e comunicação, principalmente quando o uso de tecnologias digitais não puder ser usada.

Atividades Pedagógicas não presenciais

Com a utilização de atividades pedagógicas não presenciais assíncronas, é possível disponibilizar aos estudantes materiais de apoio à aprendizagem de forma dinâmica, despertando em crianças e adolescentes a vontade de continuar seu caminho no conhecimento e aprendizado durante o período longe da escola. Confira a seguir, 8 exemplos de atividades pedagógicas não presenciais que podem ser aplicadas.

1. Ampliação do vocabulário

Para crianças ainda em nível de ensino infantil, as atividades pedagógicas não presenciais devem visar a aquisição e ampliação do vocabulário. É possível realizar isso com um pouco de criatividade. 

Utilize objetos da casa, mostrando-os na câmera para que o aluno possa adivinhar o nome correto. É possível também utilizar roupas, alimentos e muitos outros itens, ampliando o vocabulário de toda a turma de forma dinâmica.

2. Experiências científicas

Especialmente para aulas de ciências e química, os alunos podem presenciar experiências científicas feitas em casa pelo professor, ou até mesmo por eles. Experimentos como estes podem ser realizados para todas as idades, com crianças entre 4 e 5 anos, como por exemplo a plantação de feijão em algodão, ou adolescentes, como espumas e outras substâncias que sejam seguras.

3. Artesanato

Para que os alunos tenham consciência em relação à reciclagem, realizar artesanatos com lixo reciclado pode ser uma boa forma de exercitar a criatividade. Com a ajuda dos pais, é possível criar peças e objetos apenas seguindo as instruções do professor.

4. Leitura

Entre as atividades pedagógicas não presenciais, a aula de leitura pode se tornar ainda mais interessante por meio de vídeo. Para aqueles que estão no ensino médio, a recomendação de livros e peças que podem auxiliar no desenvolvimento da leitura e escrita é essencial. Já para os pequenos, o professor pode desenvolver personagens animados durante a leitura de um livro, prendendo a atenção dos alunos.

 5. Música

A aula de música pode ser realizada de forma divertida, despertando o interesse do aluno. Além do canto, o professor tem a oportunidade de ajudar no desenvolvimento motor da criança, improvisando instrumentos em casa como panelas, copos e outros objetos, auxiliando na distinção de sons e notas.

6. Exercícios físicos

As aulas de educação física devem ser pensadas de forma que o aluno, assim como os pais, possam realizá-la em segurança. Entre as melhores formas de motivar o aluno a movimentar-se estão as atividades que pode-se fazer sozinho como circuitos, alongamentos, danças e outros.

7. Atividades lúdicas

Para os pequenos, as atividades lúdicas são as mais eficientes em relação à atenção prestada durante o período de aula. Por isso, lembre-se de separar algum momento para desenvolver rápidas brincadeiras envolvendo desenhos, personagens ou animações.

8. Explicação oral

Para alunos de todas as idades, as explicações orais de conteúdos devem ser gravadas com o objetivo de fixá-las, facilitando a execução de atividades escritas realizadas por meio da plataforma ou por material enviado pelo professor.

Você pôde conhecer 8 exemplos de atividades pedagógicas não presenciais que podem fazer parte do ensino remoto sem que ocorram prejuízos para os alunos. Para garantir a completa qualidade do ensino, é preciso que professor e instituição continuem na busca de alternativas para promover a melhor experiência para todos.

Este assunto foi útil? Então, confira também como otimizar a correção de redação em sua escola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *