Skip to main content

Retenção de alunos: 5 ações para colocar em prática

Nos últimos meses as instituições de ensino têm enfrentado um grande desafio: a retenção de alunos. Afinal, com as mudanças realizadas para evitar a propagação do Novo Coronavírus, a dificuldade em manter os alunos estudando na mesma escola aumentou. 

O foco não pode estar voltado somente para a qualidade de ensino. É fundamental que os gestores entendam a necessidade de criar estratégias para manter os estudantes na instituição. 

Além disso, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) estima que 50 milhões de brasileiros entre 14 e 29 anos deixaram a escola antes do tempo. Pensando nestas situações, elaboramos o post a seguir para ajudá-lo a solucionar as questões relacionadas à retenção de alunos. Continue a leitura e aproveite para refletir sobre este assunto!

O que é retenção de alunos

A retenção de alunos nas instituições de ensino representa o agrupamento das medidas que facilitam a permanência do aluno até o término do ensino proposto. Ainda que pareça simples, a retenção de alunos requer planejamento que deve ser pensado para todo o corpo discente, visando alcançar cada aluno de forma individual.

Como calcular o índice de retenção de alunos

A retenção de alunos nas escolas pode ser medida de forma percentual. O Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica recomenda o uso do RFE (Índice de Retenção do Fluxo Escolar) para que gestores possam compreender a taxa de alunos que deixaram a instituição. 

Para realizar o cálculo, deve-se realizar a divisão dos alunos mantidos (matrículas que permanecem até o final do semestre) pelo número de matrículas atendidas no período analisado. O resultado dessa divisão deve ser multiplicado por 100, chegando assim ao percentual de retenção de alunos na escola.

Quando calcular

Por medir o número de estudantes que não concluíram o ciclo escolar, o RFE pode ser medido em diferentes períodos. Contudo, os gestores devem calculá-lo sempre que possível ou, no mínimo a cada semestre, a partir do período de matrículas. 

Principais ações para retenção de alunos

Sabendo que a evasão escolar é um dos principais problemas da atualidade em nosso país, agravado pelo período da pandemia, os gestores devem estar atentos à estratégias que ajudem a diminuir o número de estudantes que não concluem os estudos. Veja as principais ações para a retenção de alunos a seguir.

1. Conheça as necessidades de seus estudantes

A primeira estratégia que deve ser colocada em prática não poderia ser outra. Conhecer as necessidades dos alunos e as demandas particulares de cada um é uma forma eficaz de evitar o abandono escolar. Ainda que os métodos de avaliação nas instituições sejam quantitativos, é preciso estar atento a essa questão, entendendo os altos e baixos da aprendizagem.

2. Busque feedbacks

Antes de abandonarem as instituições, muitos alunos costumam apresentar aos professores e equipes pedagógicas mensagens diretas ou feedbacks que apresentem a insatisfação no ambiente. Dessa forma, é fundamental ouvir as reclamações dos estudantes, buscando soluções para contornar os problemas apresentados para evitar a evasão escolar.

3. Possibilite uma comunicação clara 

Investir em uma comunicação clara e objetiva com os alunos é uma das maneiras de entender suas necessidades. Muitos estudantes acabam apresentando certo medo e insegurança para comunicar possíveis problemas que podem levá-los a evasão. Por esse motivo, é fundamental manter um diálogo aberto e eficaz com os estudantes, incentivando-os a partilhar possíveis dificuldades. 

4. Diversifique os métodos para ensino e aprendizado

Os professores também deve diversificar os métodos de ensino em ambiente de sala de aula, visto que muitos alunos apresentam problemas relacionados à concentração ou atenção no conteúdo. 

Uma dica é que os discentes invistam em uma linguagem próxima à realidade dos estudantes. Entretanto, sempre mantendo o cuidado para não perder o caráter técnico da disciplina. Além disso, com a prática da educação remota, os professores devem aderir a práticas alternativas para tornar as aulas dinâmicas e memoráveis.

5. Ofereça soluções para pendências financeiras

Por fim, os problemas econômicos, principalmente no período de crise que vivemos, é uma das causas mais comuns relacionadas à dificuldade de retenção de alunos, visto que muitos jovens com vulnerabilidade socioeconômica podem deixar a escola por dificuldades financeiras. 

Para que isso seja evitado, cabe ao gestor da instituição oferecer soluções para possíveis problemas relacionados as pendências financeiras. Dessa forma, é possível evitar a evasão escolar e garantir o ensino adequado para os alunos, mesmo em momentos de dificuldades.

Você pôde conferir no artigo de hoje como conhecer os índices de retenção de alunos de sua escola, assim como alternativas que possam ajudar a evitar a evasão escolar. 

Quer continuar aumentando seus conhecimentos? Então, veja também como otimizar os recursos de sua escola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *