Skip to main content
Sala de aula

Escola em 2021: como estar preparado para o futuro

As práticas de ensino aplicadas neste ano não foram previamente planejadas, nem mesmo previstas. Com a pandemia tornando este um dos períodos mais atípicos das últimas décadas, o ensino foi marcado por medidas emergenciais. Contudo, a escola em 2021 ainda é uma grande dúvida para muitos educadores e alunos. Afinal, a incerteza de que seja necessário seguir com o processo atual de ensino-aprendizagem continua presente.

Desafios que já marcavam a educação tornaram-se maiores com educação remota, tarefa nada fácil para professores e estudantes, principalmente pela falta de tempo para o preparo exigido.

A técnica de ensino atual envolve diferentes dinâmicas para manter o interesse. Além disso, um nível elevado de foco e concentração por parte dos alunos é fundamental e, nem sempre está presente.

Devido os acontecimentos que resultaram no diferente cenário, absorver as demandas em tão pouco tempo e com pouco preparo foi uma grande dificuldade. Entretanto, a escola em 2021 deve estar preparada, iniciando seu trabalho com antecedência para evitar que o mesmo possa acontecer. Por esse motivo, separamos algumas dicas sobre o assunto na leitura a seguir. Acompanhe!

Como preparar a escola em 2021

Ao observarmos os dados de 2020 divulgados pela Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), em média 4,8 milhões de crianças e adolescentes entre 9 a 17 anos não tem acesso a internet em casa. 

Esse número representa cerca de 17% dos brasileiros dessa faixa etária, na qual a educação deve estar presente. A realidade sobre a falta de acesso  é apenas um dos motivos preocupantes em relação às mudanças obrigatórias no ensino-aprendizagem. 

A escola em 2021 provavelmente deverá cumprir regras para evitar a propagação do Novo Coronavírus com turmas reduzidas, janelas abertas, carteiras afastadas, ambientes higienizados com frequência e a exigência de máscaras entre alunos, professores e funcionários. Atualmente, esse é o cenário que podemos visualizar sobre a educação no próximo ano.

Após o grande choque e rápida necessidade de adaptação, gestores escolares devem iniciar o planejamento para a volta às aulas em alguns meses. Afinal, há muito a ser planejado e, infelizmente, os próximos passos não estão totalmente elucidados. 

Gestores e educadores precisam ter cautela em relação a retomada do ensino presencial, atribuindo um olhar atento para novos desafios como a adoção de um ensino híbrido, sistemas de gerenciamento de crise e adaptação os protocolos de saúde.

A importância do planejamento

Com o impacto da pandemia em diferentes setores, muitas famílias sofreram com a crise que se desenvolveu no país. Diante dessa realidade, a escola em 2021 poderá ter alto índice de inadimplência que se desenvolveu neste período.

Por isso, os gestores deverão se basear em um plano de contingência com receitas e despesas. Essa é uma das formas de diminuir o impacto que a crise causou no setor da educação privada.

Por que estar preparado para uma gestão de crise

Em relação aos protocolos da saúde, a escola em 2021 deverá ter um forte movimento de fiscalização e controle, exercidos não só pelo governo mas, também pelos pais. Portanto, pela necessidade que a instituição tem em atender todas às normas legais, um plano de gestão de crise deve ser criado para cuidar dos possíveis eventos desfavoráveis que venham a acontecer.

O momento de inovar e oferecer novas tecnologias

Com as mudanças que deverão ser realizadas, uma das que merecem mais atenção é sobre as alternativas que vieram para garantir a eficácia do ensino. Um exemplo claro é a otimização da correção de redação com recursos tecnológicos que proporcionam uma imersão aos alunos em suas criações. 

Além disso, essa ferramenta pode auxiliar professores no acompanhamento de atividade proposta em sala de aula, com a coleta de dados, registros, e análises de cada conteúdo, permitindo o armazenamento de históricos que ajudam a identificar problemas na escrita.

Diversas escolas já utilizam ferramentas tecnológicas para melhorar a gestão de tempo de correção. Contudo, ao preparar a escola em 2021, a inovação na rotina escolar pedagógica deve ser algo natural, afinal, é a melhor chance de aumentar a qualidade do ensino, auxiliando também a manter a segurança de alunos e professores. 

Ficou interessado sobre o funcionamento desta ferramenta? Então, venha conhecer melhor a Eduqz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *